Transforme seu site em mais um vendedor da sua empresa.

Que a internet é um canal poderoso você já sabe e deve ter ouvido falar muito disso ultimamente.

Mas você está conseguindo aproveitar todo esse potencial?

Você recebe contatos, pedidos de orçamentos e realiza vendas utilizando o teu site?

 

E não estou falando apenas de vendas por ecommerce!

Estou me referindo a sites institucionais ou blogs.

Sim eles podem e devem ajudar aumentar as vendas, afinal tudo o que uma empresa faz tem esse objetivo final, não é mesmo?

 

Mas o que vejo é que a grande maioria das empresas, apenas desenvolve um site, coloca no ar e deixa lá… esperando que algo aconteça.

Se esse é o seu caso, sinto te dizer, mas nada vai acontecer!

 

Se você não sabe o que fazer, esse artigo vai te ajudar a ter algumas ideias e iniciar ações que vão te trazer resultados.

 

Mas primeiro vamos falar um pouco sobre como deve ser um site para que te ajude a vender.

Mas já vou adiantar que a conversa não é técnica, vou falar de estratégias e não plugins e programas para o desenvolvimento. OK?

 

O QUE DEVE TER UM BOM SITE

site vendedor

 

Um bom site ajuda e estimula o cliente que chega até ele, a comprar seu produto.

Esse deve ser o objetivo principal!

 

Para isso ele precisa ter informações completas com uma linguagem clara e objetiva explicando:

 

– Quem você atende, para que público o seu serviço é indicado.

O cliente precisa se identificar com a sua proposta. E não vale dizer que é para todo mundo.

Por que quem fala com todo mundo não fala com ninguém (frase batida, mas muito válida).

 

– Que tipo de problema ou necessidade do cliente sua empresa supre.

O que ele vai ganhar, que problema ele vai resolver após comprar de você.

 

– Quais são os teus diferenciais frente aos demais concorrentes do mercado, deixando bem evidente seu posicionamento e esclarecendo os motivos para ele comprar com você e não escolher outra opção.

 

Sempre vale a ressalva para ter cuidado para não ficar falando apenas das características da empresa, procure falar COM o cliente e na linguagem dele.

 

Apresente os serviços e produtos, de forma detalhada, use fotos, especifique etapas ou características.

Explique em que momento e para que necessidade ele deve ser usado.

Uma apresentação bem feita, em formato de carta de vendas, com ótimas fotos e atrelada a uma boa oferta, geram muitas procuras e vendas.

 

Deixe os contatos evidentes.

Facilite a vida de quem quer falar com você. Coloque fone, e-mail e formulário de contato em lugares visíveis.

 

Desenvolva o site preferencialmente em wordpress, ele funciona muito melhor nas buscas do google. E faça ele adaptado para celular (responsivo), pois o acesso por smartphone só cresce.

 

Tenha um blog no site.

E se você quiser ignorar todos as outras orientações sobre o que deve ter um bom site e seguir apenas essa os seus resultados já vão melhorar.

O blog é o espaço “vivo” do teu site é local que deve estar em constante atualização.

Ter um Blog e claro, gerar conteúdos, é o grande segredo para atrair visitantes.

 

Quando você produz conteúdo, usando as técnicas certas, você melhora seu posicionamento no google.

Eu tenho clientes que estão na primeira página e nas primeiras posições no resultado das buscas apenas construindo conteúdos, sem nunca terem feito a compra de links patrocinados no google.

 

Conteúdo para o blog é um investimento que traz retorno por muito tempo.

O blog funciona como porta de entrada para o site, pois é por meio de conteúdos interessantes que você desperta o interesse de novos clientes e leva eles até o teu site.

 

COMO ATRAIR CLIENTES E GERAR VENDAS

site vendedor

Pense no seu site como a sua loja, seu escritório ou escola, instalado nessa grande avenida que é a internet, cheia de possibilidades, mas repleta de distrações também.

E se o site é teu espaço, as redes sociais são os canais de mídia, é nelas que você precisa aparecer e atrair os visitantes.

 

Agora você pode estar pensando… “mas eu já tenho uma página no facebook e no instagram e mesmo assim as vendas não acontecem.”

É provável que você até receba alguns contatos inbox nas próprias redes, mas nada que reverta em mais visitas e contatos no site.

A questão é que tipo de material você posta nas redes e com que frequência.

Pois é…voltamos a questão do tipo de conteúdo.

 

Você não pode ficar apenas postando seus produtos, ofertas e promoções.

As pessoas não entram nas redes sociais para comprar, elas entram para se relacionarem com seus amigos e saber o que tá acontecendo na vida deles, mas também e para ler notícias e informações que podem ser úteis para elas.

Você já deve ter ouvido a frase “As pessoas detestam que vendam para elas, mas todos ADORAM COMPRAR

Tenha essa frase me mente na hora de pensar no que postar nas redes.

 

Seu objetivo deve ser criar relacionamento, ser útil e despertar o interesse do seu cliente.

Em vez de apenas fazer vários posts lindos com uma oferta oferecendo seu serviço, escreva um artigo (como esse) ou grave um vídeo, dando uma dica ou informação realmente relevante para o cliente, que ajude ele em alguma coisa.

No final de cada conteúdo, aí sim, você pode fazer uma oferta.

 

Com um conteúdo adequado, você vai chamar a atenção, despertar o interesse do cliente, fazer ele se identificar com aquela situação e apresentar uma solução, o seu serviço!

Mesmo que ele não compre naquele momento, se ele gostou do que ouviu, ele vai curtir a tua página e vai voltar pra ela quando quiser mais sobre o assunto e quando quiser comprar também.

 

Use links dentro dos materiais que levem para a página do seu serviço dentro do seu site e não apenas para a home do site.

 

Você também precisa investir em trafego pago dentro do facebook. É possível sim gerar audiência apenas com postagens orgânicas, mas isso leva muito mais tempo.

Mas para investir, e não gastar dinheiro, é preciso ter um processo e saber fazer essa compra de forma segmentada e de forma que você possa ir aprofundando a conversa com o potencial cliente, até levar da apresentação da oferta e o momento da compra.

 

Você deve pensar nos diferentes estágios do público.

Tem o público frio que não te conhece, o público morno que já teve algum contato com você e o público quente, que é o mais propenso a comprar.

Um desenho macro de uma boa estratégia de compra de trafego é dessa figura abaixo:

compra de trafego

Trabalhando dessa forma, você está criando um ativo para a sua empresa e fazendo com que seus ganhos sejam crescentes e não apenas as curtidas e compartilhamentos.

 

O desenvolvimento de conteúdo interessante e da maneira correta atrai dois tipos de clientes.

Os que precisam do seu serviço e estão procurando por ele no google e os que precisam do seu serviço, mas ainda não sabem. Esse segundo é nas redes sociais que você atrair.

Essas são as ações básicas e iniciais para fazer com que o seu site seja um vendedor importante da sua empresa, mas existem muitas outras estratégias para isso.

As estratégias variam de negócio para negócio e também são construídas de acordo com o tamanho e objetivo da empresa.

 

Se você tiver interesse, nós podemos desenhar uma estratégia exclusiva para sua empresa aproveitar todo o potencial da internet, sem cobrar nada por isso.

ACESSE ESSE MATERIAL e descubra confira como funciona.

Sem truques e sem pegadinhas! Você se cadastra e nós desenhamos uma campanha exclusiva.

Confira NESSA PÁGINA como e por qual motivo fizemos isso.

 

Se tiver alguma dúvida especifica, deixe nos comentários que respondo para você!

Ou entre em contato e vamos conversar sobre alavancar as vendas da sua empresa.

Se quiser saber mais sobre como produzir conteúdos interessantes, acredito que você vai gostar ler o artigo COMO PRODUZIR CONTEÚDO PARA VENDER MAIS.

Um abraço e até mais.

Elizangela Martinelli

COMO PROSPECTAR NOVOS CLIENTES?

Conquistar  novos clientes é um dos pontos fundamentais para qualquer negócio crescer e ter sucesso.

E prospectar clientes, é um dos maiores desafios apontados atualmente pelos empresários do país.

Dependendo do seu negócio e da abrangência da sua atuação, o custo de prospecção pode ser extremamente elevado, por isso é importante planejar  bem essa etapa do processo de vendas e encontrar formas e métodos de torná-lo mais assertivo.

Levando em consideração o comportamento do consumidor e as ferramentas que possuímos hoje em dia para prospectar clientes, o método com o melhor custo beneficio e que traz resultados mais rápidos e melhores, para todo e qualquer tipo de  negócio, tem como base o uso de um site, redes sociais e email marketing.

Que podem ser complementados com visitas, telefonemas e eventos, de acordo com cada modelo de negócio.

E é sobre isso que vamos falar nesse artigo.

ENTENDENDO O MOMENTO DA PROSPECÇÃO

prospecção de clientes
A prospecção não deve ser analisada de forma isolada, pois é apenas uma das etapas do processo de vendas.

E é aqui talvez tenhamos um erro que é repetido por muitas e muitas empresas,  pois na fase da prospecção é onde iniciamos um relacionamento com o cliente, onde buscamos entender suas necessidades e ajudá-lo a resolver seus problemas.

É uma fase muito mais para perguntas sobre “como estão as coisas?” do que “quer comprar?” ou “olha o que tenho para você!”.

Nessa etapa devemos ser muito mais consultivos e orientativos, ajudando o próprio cliente despertar para suas necessidades e perceber que você pode fazer parte da solução dos seus problemas.

E para planejar suas ações de prospecção você precisa levar em conta:

O SEU MODELO DE NEGÓCIO

Se é B2B (venda de empresas para empresas) ou  B2C (venda direto para o consumidor). Se os produtos são de alto ou baixo valor, se as compras são únicas ou recorrentes.  Se você vende por ecommerce ou usa o site para atrair o cliente até a sua empresa. Ou se precisa ir até o cliente para fechar o negócio. Entre outros, mas pense em todos os detalhes.

QUEM VOCÊ VAI PROSPECTAR

Definir o perfil do seu cliente, vai muito além de definir se você vai atender pequenas ou grandes empresas.

Se o seu cliente é homem ou mulher, de determina faixa etária ou classe social.

Essa segmentação é simples e ultrapassada.  A frase é bem batida, mas é muito verdadeira  “QUEM QUER VENDER PARA TODO MUNDO, ACABA NÃO VENDENDO PARA NINGUÉM”.

E por incrível que pareça esse erro ainda é muito cometido. Sair atirando para todos os lados, realmente não é a melhor opção.

Se hoje você visita 6 clientes por dia e vende para 1, com uma segmentação melhor poderia fazer 4 visitas, mais bem estruturadas e planejadas e vender para 2.

Não seria mais interessante?

É preciso definir muito bem as métricas e indicadores, e quantidade nem sempre é a melhor medida.

Ok! Já percebemos que uma segmentação é importante, mas como fazer?

Um bom começo é avaliar o perfil de quem já compra com você.

O que a maioria dos teus clientes tem em comum? São de alguma regiãoespecifica? As empresas são de que tamanho? O que motivou a compra desses clientes?

Mesmo no B2B quem faz a compra são pessoas, então quem é essa pessoa dentro da empresa?  É da gestão? Da Operação?

O decisor é  técnico, que precisa entender que o seu produto resolve o problema dele  ou é financeiro, que precisa enxergar o valor e as possibilidades de retorno da compra do seu produto?

E como eu descubro tudo isso?

Converse com o seu cliente!

Se você já tiver um bom histórico das suas negociações ótimo, estude elas e identifique os pontos mais relevantes que resultaram em fechamento.

Caso você não tenha, sugiro duas coisas, comece a anotar e converse com o seu cliente.

Faça perguntas abertas, para entender seus hábitos, suas motivações, sua rotina, na vida ou no trabalho, dependendo do que você vende.

E perceber em que momento e em que situações ele precisa do que você oferece.

Acredite ele vai falar!

Afinal todos gostam de falar sobre si mesmo.

Agora não adianta perguntar se ele acha o seu produto legal ou não, se ele compraria ou não.

O momento não é para vender. É para entender quem ele é.

E é a partir daqui que você define toda a tua estratégia.

FORMAS DE PROSPECÇÃO

como aumentar a prospecção

Você utilizar prospecção ativa ou passiva, você pode fazer ações individuais ou fazer ações em massa.

Mas você também pode fazer  um mix entre as diferentes formas, dependendo do estágio do processo.

Prospecção ativa é quando você aborda o cliente e passiva é quando você desenvolve ações para que o cliente venha até você.

Os principais modelos de prospecção são:

TELEFONE.

Funciona bem quando você tiver uma boa lista em suas mãos, de pessoas que você fez contatos anteriormente em um evento ou em visitas, por exemplo.

Mas principalmente você tiver planejado muito bem todo o seu processo e ter claro que o objetivo dessa ligação é aprofundar mais o conhecimento do momento do cliente e servir como base para uma próxima abordagem.

O problema do telefone é que você pode estar conversando com a pessoa errada dentro da empresa ou ligar em um momento que o cliente está concentrado e preocupado com outras coisas e não vai prestar atenção no que você tem para dizer, mesmo que você tenha a melhor solução para ele.

O telefonema  vai ser um interrupção uma interferência e talvez a primeira impressão não seja as das mais agradáveis.

VISITA AO CLIENTE.

Uma conversa presencial sempre rende muitas informações importantes e estreita a relação.  O principal erro aqui é que a maioria das empresas pega uma região, ou uma relação de empresas  e sai visitando sem um contato prévio antes, sem nem ao menos agendar antes.

Esse processo é extremamente caro, envolve custos de deslocamento, as vezes hospedagem e muitas horas da equipe envolvida.

Visita ao cliente é ótima, mas precisam ser usadas em conjunto com outras formas e nunca para iniciar um relacionamento.

Voltamos para os números, para a quantidade e não para a qualidade.

“Visite 10 por dia, essa é usa meta”, quando deveria ser “Venda para 2 por dia”.

Você já pensou em usar o skype para fazer os primeiros contatos? A sensação é de uma reunião presencial e pode te ajudar a economizar muito tempo e recursos.

EMAIL MARKETING.

Como comentei no inicio faz parte do kit que considero o ideal para realizar prospecção hoje em dia, especialmente com as diversas possibilidades de automação e customização que temos.

Com ela é possível prospectar um grande volume de clientes e criar filtros, para identificar os que realmente tem interesse  e potencial para passar para os próximos estágios do processo de compra, tornando as ligações e visitas muito mais assertivas.

O grande problema aqui é a forma como essa ferramenta é usada. Na maioria das vezes é praticamente o mesmo que ficar no sinal distribuindo panfletos para todo mundo que passa.

O email pode e deve ser usado de forma planejada e estratégica, para se apresentar para o potencial cliente, demonstrar para ele o quanto você conhece do assunto e como pode ajudá-lo.

Pode ser usado também para despertar no cliente o entendimento do problema que ele tem ou do erro que está cometendo, como pode ser usado para identificar novas necessidades dos clientes, quando usado para estabelecer uma conversa.

MÍDIAS TRADICIONAIS.

Aqui estamos falando de rádio, tv, outdoor, jornais, panfletos, revistas, entre outros.

Talvez seja a forma mais usada de prospecção passiva e podem funcionar muito bem para alguns segmentos que trabalham com um grande público.

No entanto possuem um custo muito elevado e para serem efetivas precisam ser usadas com um bom volume de repetição, o que inviabiliza o seu uso para pequenas e médias empresas.

Se você vende para um segmento muito especifico, como escritórios de advocacia por exemplo e resolver fazer um anúncio no jornal, quantos dentro de todos os leitores de jornal realmente tem perfil para serem teus clientes?

EVENTOS.

Você participar de eventos ou realizar os seus próprios eventos.

E aqui o conselho é selecione muito bem os eventos onde vai participar. Procure os de nicho,  não adianta estar no maior evento da região, onde 99% dos visitantes para ver os shows e não falar sobre negócios.

Realizar eventos próprios é uma boa estratégia, para atrair o público mais selecionado e demonstrar seu conhecimento, apresentar seus serviços e produtos.

Mas lembre-se de é preciso apresentar um conteúdo interessante e não chamar os convidados apenas para fazer uma apresentação do teu negócio.

REDES SOCIAIS.

É outra das ferramentas que considero fundamentais na prospecção atualmente, em especial o facebook, pois a metade da população Brasileira está lá, então é muito provável que seu cliente também está.

Além disso nas redes sociais é possível trabalhar de forma bem segmentada, fazendo com os seus investimentos sejam bem direcionados e tragam mais retorno.

Aqui novamente o cuidado é com a mensagem, não adianta você estar ali só postando oferta do teu produto. Precisamos ter em mente que a maioria das pessoas não entram no facebook ou em qualquer outra rede pensando em comprar, não é o lugar onde elas vão procurar por algum produto.

Mas se a estratégia for bem feita ele gera muitas vendas sim, um dos exemplos  mais clássicos desse poder de vendas é o case da Tecnisa, uma construtora de SP que gerou mais de  20 milhões em vendas, tendo como base da estratégia o facebook. Confira o case completo aqui https://www.tecnisa.com.br/cases/36.

Como comentei no inicio, você precisa analisar seu negócio e seu público para definir o melhor modelo, mas um caminho que vem gerando grandes resultados e reduzindo os tempos de negociação é unir as estratégias online para atrair e classificar os clientes e assim otimizar os esforços com equipe e fazer com as ligações e visitas se revertem em vendas mais facilmente.

 

MULTIPLICANDO SUA FORÇA DE PROSPECÇÃO  E VENDASmultiplicando suas vendas

Tem uma máxima que diz que é muito mais fácil vender para quem quer lhe escutar do que interromper quem não quer.

E outra que diz que se as pessoas confiarem em você, elas farão negócios com você e com a sua empresa.

E tendo essas duas frases em mente que reforço, que atualmente, a melhor base para qualquer empresa realizar a prospecção de clientes é usando um site, as redes sociais e email marketing.

Eu vou explicar melhor…

Pense no site, como sendo a sua loja, o seu escritório, isso mesmo que você não tenha um ecommerce.

O site é extensão da sua empresa, é como ela se apresenta no universo online.

E assim como em uma loja, que precisa sempre ter novidades e ser atrativa, ele também precisa ser interessante e ter novidades para que as pessoas se interessem e voltem.

E produzir novos conteúdos que sejam do interesse do seu público é o melhor caminho para isso.

Você pode ler mais sobre como produzir conteúdos que ajudam a vender ACESSANDO ESSE MATERIAL.

Esse conteúdo é que você vai postar nas redes sociais, que é a sua ferramenta de mídia, que ao contrário dos meios de massa, podem ser altamente customizados para determinada audiência.

Se você atende escritórios de advocacia e quer atender o Brasil todo, você pode contratar e treinar uma equipe para visitar todos os escritórios em todo o território, mas quanto tempo e dinheiro seriam necessários até bater na porta do escritório que precisa ou deseja o seu serviço?

Você poderia fazer TV e Jornal, no país todo. E quanto isso custaria? E quantos do seu público você realmente iria atingir?

Então por que não fazer uma mídia direcionada e identificar quem realmente se interessa pelo assunto e a partir disso manter a conversa com esse público.

E é aqui que entra o email. Com as ferramentas atuais você pode criar segmentação e avaliar o interesse de acordo com o assunto do email enviado.

Isso tanto para um grupo de novos potenciais clientes, que você está atraindo usando as redes socais, como como em uma lista de clientes e contatos antigos, que podem ser reativados e filtrados.

E aí sim, a partir desses filtros, você utiliza sua equipe para ligar para os que demonstrarem interesse pelo assunto X ou Y, aprofundar a conversa e o entendimento e então agendar as visitas presenciais.

Mas quando isso ocorrer o vendedor estará munido de informações para fazer a oferta correta e fechar o negócio.

Além disso o uso de postagens de conteúdos nas redes sociais e por email aumentam a confiança na sua promessa, uma vez que você esteja entregando conteúdos relevantes.

Espero que esse conteúdo tenha sido relevante e te ajude na definição das suas estratégias e alcance dos seus resultados!

E se você precisar, podemos te ajudar a planejar e implementar a melhor estratégia para atrair mais clientes para a sua empresa, é só entrar em contato e realizamos um diagnóstico gratuito.

Se tiver alguma dúvida sobre estratégias de vendas, deixe nos comentários abaixo ou nos envie um email, que respondo para você e quem sabe até vira tema do nosso próximo artigo.

Um abraço.




PRESENÇA NA INTERNET | COMO VENDER MAIS CRIANDO A SUA.

Como construir uma presença de sucesso na internet? Em que canais devo estar? Ter um site não é suficiente?

como se relacionar com o consumidor na internet

Esses são os temas que serão abordados nesse post, o segundo passo dos quatro para construir a presença on line da sua empresa.

No post anterior falamos sobre a importância de ter um posicionamento e quais os principais passos para definir o da sua empresa.

Se você não leu vale a pena dar uma olhada no post anterior Aprenda a criar um Novo Canal de Comercialização.

Definir um posicionamento é ter um guia para todas as ações que você precisa realizar, sejam elas relacionadas a vendas, comunicação ou definição do portfólio.

Escolher um posicionamento é definir como você quer ser reconhecido, é ter clareza para que público você trabalha e como deve ser o seu produto para atender as necessidades desse público.

E é com base no posicionamento da sua empresa que você começa a construir a sua presença na internet também, pois você precisa estar nos canais que o seu público acessa e trazer conteúdos que sejam do interesse dessa audiência.

Sim! Isso é o básico, mas nem todos fazem.

POR QUE ESTAR NA INTERNET?

PRESENÇA NA INTERNET MARTINELLI MARKETING

Se você ainda não se convenceu da importância de ter  uma presença online de sucesso na internet, avalie alguns números da última Pesquisa Brasileira de Mídia:

48% dos brasileiros acessam a internet

76% fazem isso todos os dias

67% buscam por informações na internet

5 horas diárias é média que as pessoas passam conectadas

Só no Natal o aumento das vendas foi de 26%, considerando apenas as vendas diretas por ecommerce, sem incluir as geradas na web e finalizadas nas lojas ou por telefone.

Confira mais detalhes no Relatório do e-bit com os números de ecommerce no Brasil.

Ok! É relevante, certo? Mas onde estar presente?

Mesmo que sua empresa já tenha alguns canais na web, sugiro que leia o restante do post para verificar se não encontra novas oportunidades ou insights.

 

Quer saber como está sua presença na web?

Deixe o endereço do seu site, que eu faço uma avaliação gratuita pra você.

Seu nome

Seu e-mail

Seu site

 SITE

presença na internet - como criar um site - martinelli marketing de resultados

Tenha um site!  Por mais simples que seja, tenha um! É o seu endereço, o seu espaço.

No seu site você tem mais possibilidades para incluir as informações da sua empresa, detalhar melhor os produtos e serviços e apresentar sua forma de trabalho.

Ter um site é fazer com que fique mais fácil do seu cliente te encontrar.

Se ele ouviu ou viu alguma coisa sobre a sua empresa e digitar o seu nome nas buscas, você precisa aparecer, sem que ele tenha que estar ou entrar em alguma rede social.

Isso aumenta o retorno de toda e qualquer ação de venda ou comunicação que você fizer.

Com o grande volume de informações e o hábito de fazer várias coisas ao mesmo tempo, é cada vez mais comum ouvir algo na TV e pesquisar na web mais informações.

E se você não estiver lá, talvez teu concorrente se beneficie do seu investimento.

E o seu site precisa ter um blog. Lembre que 67% das buscas são por informações e é para isso que serve o blog, para que você possa fornecer informações úteis ao seu público.

Mas essas informações precisam ser relacionadas aos produtos e serviços da sua empresa.

De nada adianta você ter um Pet Shop e postar informações sobre a economia do país (por que é uma informação relevante), isso não vai te ajudar a vender mais!

Os assuntos precisam estar diretamente relacionados ao teu negócio e ajudar a resolver problemas dos seus clientes relacionados a ele.

Lembra da importância de definir posicionamento e cliente-alvo?

É isso que você deve ter em mente o tempo todo!

Se você fornecer informações relevantes, a pessoas tendem a retornar e se interessar mais pela sua empresa.

Desenvolver conteúdo também é fundamental para ficar mais bem posicionado nas buscas do google.

Não apenas por trabalhar com palavras chaves que possuem volume considerável de busca, e você aparecer como uma opção,  mas também por gerar engajamento.

Tornar o púbico engajado com a sua empresa é resultado direto de bom relacionamento, bom atendimento e entrega de informações pertinentes.

Ter um site com blog, é como estar plantando em um terreno que é seu, são as suas regras e a garantia que não vão mudar da noite para o dia.

Você tem liberdade para se relacionar com a audiência que conquistou, sem depender de investimento constante em anúncio.

Tem o exemplo clássico do Facebook, que alterou as regras e hoje as publicações chegam para algo em torno de 2% dos seguidores da sua página de forma orgânica.

Claro que aqui, como no google, conta muito a questão do engajamento, mas todo o esforço inicial feito para captar seguidores se perde no caminho.

Já no seu site, mantendo o bom nível de informações, a audiência continua 100% a disposição.

Mas as redes sociais são fundamentais nessa construção. E você sabe quais usar?

REDES SOCIAIS

Presença na Internet - Martinelli Marketing de resultados

Os brasileiros são os que passam mais tempo nas redes sociais. Cerca de 60% a mais que a média dos demais países.

As redes são usadas o tempo todo para as mais diferentes funções (diversão, informações, relacionamento) e estar presente e saber como usá-las a seu favor, é muito importante.

Hoje no Brasil, as mais acessadas são:

Facebook 83%

WhatsApp  58%

Youtube 17%

Instragram 12%

Google + 8%

Twitter 5%

O Facebook é o site mais acessado do mundo, e sem dúvida você precisa estar presente. Mesmo que o seu negócio seja B2B, ó facebook precisa fazer parte da sua estratégia de construção de presença na internet, pois as pessoas que trabalham no seu cliente, estão lá.

Além das postagens de fotos, vídeos e informações sobre os produtos e serviços, que é o básico.Você também pode criar grupos secretos (ou não) com os seus clientes, para troca de informações, pesquisas de opinião, lançamento de produtos ou ofertas em primeira mão.

Pode participar (e utilizar) grupos relacionados ao seu nicho de atuação, para divulgar sua empresa e principalmente para acompanhar as discussões sobre o seu mercado.

WhatsApp pode funcionar especialmente para algumas ações especificas, como convite para eventos, lançamentos, promoções. Dependendo do seu ramos de atuação, você pode criar um grupo para troca de experiências ou para receber dicas e atualizações do segmento.

O crescimento do seu uso e alcance é exponencial, ou você conhece alguém que ainda não usa?

No Youtube você pode criar um canal para sua empresa e disponibilizar vídeos com tutoriais, aulas e palestras que possam ajudar a alavancar suas vendas.

O engajamento é muito grande e 9 de cada 10 internautas usam o youtube para assistir vídeos.

A praticidade de criar e editar vídeos, fez com o que o volume de acesso e audiência crescesse muito.

Mas preste atenção no tamanho e linguagem utilizada, os curtos costumam engajar mais, mas tudo depende do volume e tipo de informação que vai disponibilizar. Além  disso os posts no youtube contribuem para uma melhor colocação nas buscas.

O Instagram é uma rede que nasceu com o uso exclusivo de imagens, mas hoje já podem ser postados vídeos também.

Ela funciona muito bem, principalmente, para os negócios que dependem de um apelo visual, como moda e alimentação. Mas pode ser adaptada e usada para outros segmentos também.

O Twitter apesar de aparecer com apenas 5% dos acessos na pesquisa e já ter pedido muito da sua força inicial, ainda é um bom canal para informações, ela é acessada por um público com perfil mais seleto, com caraterísticas de formadores de opinião.

O LinkedIn mesmo não tendo aparecido no ranking é uma rede que vem apresentando um crescimento expressivo de acessos no Brasil desde 2014 e é a maior rede profissional do mundo.

Ela é ótima para relacionamento com decisores de empresas, perfis técnicos segmentados e perfeita para negócios B2B.

Além dos posts de conteúdos existem vários grupos de interesse, onde assim como no facebook, você pode interagir para entender e descobrir necessidades do seu público ou novidades do seu setor.

Estar presente no Google+, é muito importante, apesar de não ser uma rede muito popular, postar conteúdos e manter essa página atualizada, ajuda muito no ranqueamento do Google, pois a plataforma é deles.

As postagens do Google + costumam aparecer mais bem posicionadas nas buscas especialmente quando o site é novo ou ainda não possui muitos conteúdos.

Para criar a página você precisa se cadastrar no Google Meu Negócio, com isso você coloca sua empresa no Google Maps e também cria a página do Google +.

E por último temos o Snapchat, que é uma rede nova usada principalmente pelo público jovem.

Hoje 70% dos usuários são mulheres entre 13 e 25 anos.

Você pode postar fotos e vídeos (de no máximo 15 segundos), que ficam disponíveis pelo tempo que usuário determinar, sendo que o máximo é 24 horas.

A proposta da rede é a espontaneidade e viver o agora. Por isso promoções exclusivas e na linha de agora ou nunca, funcionam bem, como “nos envie um snap e ganhe o desconto X ou brinde Y”.

Ela é uma rede um pouco mais trabalhosa de se manter operacionalmente e que exige que a estratégia seja muito bem pensada, mas se o seu público tem esse perfil, vale muito a pena, pois o engajamento é alto.

Essas são as principais redes sociais e você não precisa estar em todas, pode escolher entre as que possui mais aderência com o seu público, mas o principal é que não basta abrir a página, é preciso usá-las para se relacionar.

PLANEJAMENTO É FUNDAMENTAL

redes sociais em quais estar

Apenas para lembrar que ter uma presença na Internet precisa ter um objetivo e ser feita de forma estratégica, bem planejada, para que realmente gere resultados para a sua empresa.

Repetindo o que coloquei no primeiro post dessa série de quatro sobre Construção de Presença Online,  aumentar as vendas com essas ações, não serve apenas para ecommerce, mas para todo e qualquer negócio, basta usá-lo da forma correta.

Em todos os pontos de contatos é necessário postar informações relevantes, na linguagem do seu público, responder a todas as dúvidas, críticas e agradecer as sugestões.

É importante planejar o uso desses canais de forma profissional, como todas as demais ações de relacionamento executadas pela sua empresa.

Lembre-se uma página no facebook, precisa ser mais bem pensada (ou tanto quanto) que um anuncio em um jornal, pois vai impactar um número muito maior de pessoas e vai durar muito mais.

 

Quer fazer uma análise gratuita e saber como está sua presença na Internet?

Envia o endereço do seu site, que farei essa análise para você!

Seu nome

Seu e-mail

Seu site

 

Se tiver alguma dúvida mais especifica sobre como construir sua presença na internet, entre em contato ou deixe nos comentários abaixo.

Até mais!